domingo, 2 de agosto de 2009

ESPOROTRICOSE EM FELINOS

A esporitricose é uma doença subaguda ou crônica, causada pelo fungo Sporotrix schenckii, que acomete tanto o homem quantos os animais. Na maioria das vezes, manifesta-se com uma infecção benigna limitada a pele e ao tecido celular subcutâneo. Raramente dissemina-se para os ossos e órgãos internos e, ocasionalmente, pode acometer primariamente o pulmão, evoluindo para disseminação sistêmica (NUNES & ESCOSTEGUY,2005). O Sporotrix schenckii é um fungo dimórfico, saprófito, ambiental e cosmopolita, acometendo várias espécies, entre elas cães, animais silvestres e o próprio homem (NUNES & ESCOSTEGUY,2005).Os gatos, entretanto, estão sendo considerados os maiores transmissores do fungo, apesar de serem uma entre várias espécies que podem transmite-la (MEDLEAU & HNILICA, 2003). A infecção costuma ocorrer por vulnerações transcutâneas e a partir de materiais contaminados. Os casos de esporotricose no homem estão associados ao manuseio de vegetais ou ao contato com a terra (MEDLEAU & HNILICA, 2003). O gato pode contrair a doença graças ao hábito de arranhar pedaços de madeira, ou em brigas por alimento ou disputa por território com outros gatos(MEDLEAU & HNILICA, 2003). Clinicamente os animais apresentam lesões no dorso do tronco e na cabeça. As extremidades também podem estar concomitantemente afetadas. As lesões caracterizam-se por formações circulares, elevadas, com alopecia e crostas, em grande número e com ulceração central (SCOTT; et al,1996). No caso de disseminação da doença, podem estar presentes anormalidades oculares neurológicas e linfáticas(MEDLEAU & HNILICA, 2003). O diagnóstico de esporotricose pode ser afirmado pela demonstração de microrganismo em exsudatos ou em amostras de tecidos, pelo isolamento dos microorganismos por meio de técnicas de cultura, ou pela inoculação em animais de laboratórios com material infectado. Não é comum a visualização direta do microrganismos nos exsudatos, por se encontrarem em baixas quantidades nestes materiais (WOLF & TROY, 1995). A esporotricose, em virtude do grande polimorfismo que apresenta, simula numerosas dermatoses, afecções neoplásicas, infecções parasitárias (Demodex ou Pelodera) e reação a corpo estranho devem ser excluídas ao diagnosticar a esporotricose (MEDLEAU & HNILICA; 2003; TILLY & SMITH, 2003). O tratamento consiste na administração de droga antifúngica sistêmica (itraconazol na dose de 10mg/kg) por 90 dias ou até a cura clínica completa (SCOTT et al., 1996). A utilização de luvas e lavagem das mãos e braços após manusear animais possivelmente contaminados torna-se indispensável. O prognóstico varia de bom a regular, porém pode ocorrer recidiva (MEDLEAU & HNILICA, 2003).

21 comentários:

  1. Eu tive um filhote que esta no meu album ja se foram que se pode dizer, que é uma esperança para quem esta pensando em desistir,pensamento este que nunca me pasou pela mente em hipotese alguma, ele foi o prontuário 136 da FIOCRUZ zoonoses e ficou sendo tratado por 3 anos, chegou la com 8k e uma simples ferida na cabeça que ocorreu em uma planta(já que era castrado e não saia de casa, quando digo que não sai é não sai mesmo! )e em 1 semana estava com 2k.Ele foi da epoca em que ainda se manipulava um tipo de veneno,não lembro o nome,e se tinha que controlar as gotas para não matar o filhote, depois de 1 ano tentando esse metodo, no qual as feridas se espalharam , ele sofria muito, eu tinha que enfiar carne moida pela boca dele de 15 em 15 minutos, ainda bem que não trabanhava, pois ele teve polipolos até nas fosas nasais o que o impedia de sentir o odor do alimento ,fora a falta de apetite que o veneno provovava.Depois chegou o Cetoconazol, ele também não teve uma reação muito boa a esse , mais pelo menos passou a comer e algumas feridas cicatrizaram...só veio mesmo a começar o processo de cura com a pesquisa do itracozazol e começaram com 10mg e chegando no final a 100mg...passado um ano sem tomar o remedio retornei com ele e refizeram o exame e nada da doença. Continuei levando para colherem sangue para estudo, para ajudar, já que ele foi o unico que não morreu e se curou na primeira leva de 500 casos que chegaram ao hospital Evandro chagas para a doutora Tania que começou a pesquisa. Viveu comigo até 2007 e chegou aos 17 anos e morreu do coração até porque ficou fraco em consequencia de muita medicação. O Salem foi e continua sendo a figura eterna de quem ama seu filhote e tem coragem pode curar, desde que lhe de amor e os remedios corretamente. aqui em casa ninguem pegou a doença e eu não separei ele, pois quando tentei, ele ficou muito deprimido e piorou muito mais, então se tiverem cuidado e higiene e derem muito amor a cura será mais rapida.

    Rosalete e a vida do meu filhote Salem

    ResponderExcluir
  2. oi....
    estou tb muito assustada com a esporotricose...
    faço medicina veterianria.e num vi um humano com esporotricose...ate meu noivo adquirir...
    ele tb faz veterinaria...estou muito preocupada...com ele..pois ja tomou remedio...
    e nunhum resultado apareceu.......
    eu ouvi falar de uma vacina chamada de "esporotriquina"..mais tb nao sei onde encontro...
    se vc puder..me mande alguma orientação...
    pra tal problema...
    meu email: dannychuva88@hotmail.com
    brigada pela atenção...

    ResponderExcluir
  3. Olá, gostaria de saber onde vc conseguiu esta foto pois, uma moça do RJ disse que estava com este gato e, estava pedindo ajuda financeira para tratá-lo e, depois de uns 3/4 meses sumiu do orkut e, não deu mais noticias do gatinho. Obrigada.

    ResponderExcluir
  4. mwu gatinho teve esporotricose,tratei com itraconazol mandado fazer pela veterinaria em farmacia de manipulação e graças a Deus ficou bom.só que agora estou achando o narizinho dele inchado e ele espirrando...pode ser de novo?seria bom dar o Itracon.?

    ResponderExcluir
  5. OLá Dra Estou desesperada...Levei hoje
    Meu gatinho no veterinario...e ele esta
    com Esporotricose, ela receitou Itraconazol.
    e vou comprar amanha memso..mas memso assim
    tenho medo dele nao ficar bom...nunca
    aconteceu isso e estou muito preocupada.
    voce acha que ele vai se curar com esse remedio?.

    ResponderExcluir
  6. olá Sandra, esta é uma doença grave e uma zoonose, então tome cuidado ao manipular seu gatinho, se o tratamento for feito corretamente ele ficará bom sim, boa sorte.

    ResponderExcluir
  7. Acabei de adotar um gato c/esporotricose,fiquei com pena pois queriam fazer eutanásia.Tem uma lesão bem grande na cabeça e uma no nariz qua já está cicatrizando.Espero conseguir curar.Seu nome é cascão sporotrix

    ResponderExcluir
  8. Me ajude por favor!!!
    Meu nome é Eliane e sou do Rio de Janeiro!
    Meu gatinho está a 4 meses com esporotricose confirmada pela veterinária. E des de então, eu venho tratando-o com Itraconazol 40mg e não está resolvendo, ao contrário...ele está cada dia pior!
    Ele está isolado por recomendação da veterinária...
    Ele está espirando muito, várias vezes e em seguencias.
    Me dá a imprenção de que ele está respirando com dificuldade, porque ele faz um barulho parecido com um ronco ao respirar....
    Não sei mais o que fazer.
    Não quero mandar fazer autanácia nele, mais também não aguento mais ver tanto sofrimento.
    Por favor Dra Melissa, me ajude...
    Existe outro remédio , outro tratamento...sei lá...
    Não quero que meu gatinho morra....
    Ele só tem 4 aninhos.
    Meu email é: elianesantosrj@yahoo.com.br
    Desde já, agradeço a ajuda de alguém e da senhora !

    ResponderExcluir
  9. Amei estas dicas sobre esta doença terrível esporotricose. Pois esse fds descobri que meu gatinho que já me acompanha há 5 anos, está mal por causa dessa doença. Mas tenho fé que com o Itraconazol e o TK 200 CH ele ficará curado, pois jamais teria condições de levá-lo para sacrficar. Seria muito triste. Obrigada Drª por todas estas informações e tanto profissionalismo.Moro n RJ e descobri que na FIOCRUZ eles tratam, mas trabalhando fica inviável levar ele sempre lá.
    Deus a abençoe!!!

    ResponderExcluir
  10. Infelizmente eu perdi essa batalha...
    Fiz o que pude, segui todas as instruçães, comprei todos esses remedios indicados...
    mais com 5 meses que meu gatinha ja vinha sofrendo com essa doença, ele acabou morrendo, não resistiu ...to muito triste....
    Que Deus ajude a tdas vcs q tem um felino com essa doença...
    Se correrem a tempo, tenho certeza q eles ficarão curados!
    Bjim....

    ResponderExcluir
  11. Tenho um gato de 7 anos que foi diagnosticado com esporatricose, a veterinária receitou ITRACONAZOL em cápsulas, mas estou com dificuldades para administrar a capsula. Existe esse mesmo remédio na forma liquida?
    Creio que terei mais facilidade de faze-lo beber.
    Meu e-mail é npbbio@terra.com.br

    Obrigada

    ResponderExcluir
  12. olá, converse com a sua veterinária sobre a manipulação do produto em suspensão palatável, é possível fazer ok?
    boa sorte!

    ResponderExcluir
  13. Olá Nabiki Asakura, meu gatinho tbm está com esporo, eu passo a capsula na manteiga, seguro no meu colo e coloco bem na garganta msm, engole na hora, boa sorte

    ResponderExcluir
  14. meus gatinhos estão com essa doença, o que eu faço?

    ResponderExcluir
  15. Olá gente.
    Não conhecia essa doença até meu marido pegá-la. Fomos a diversos hospitais ele tomou um monte de antibioticos e não adiantou nada. Aí graças a Deus um amigo indicou a FIOCRUZ, lá eles tratam a pessoa, dão os remedios de graça e tambem trata o animal. Para quem mora no RJ e está com esse problema, vá lá o quanto antes. E cuide de vc e do seu felino. Abraço.

    ResponderExcluir
  16. O remedio indicado é o itraconazol, mais consulte um médico e leve seu bichinho ao veterinário.

    ResponderExcluir
  17. Os meus gatinhos estão com essa doença. qual o melhor medicamento para combatê-lo?

    drigoben02@hotmail.com

    Rodrigo

    ResponderExcluir
  18. Por favor eu peço ajuda! meu gatinho foi diagnosticado com esporotricose, já fiz tratamento com iodeto, itraconazol , cetoconazol e nada. Ele foi mordido por outro gato e assim pegou a doença. Estou trataendo ele ja tem 3 meses e não evolui, já levei no veterinário eles indicam os mesmos remedios, mas as feridas estão se espalahndo e muito exudativas. hoje percebi com dor no coração que deu miiase na ferida do dorso dele, e agora não sei mais o que fazer! por favor alguém me de uma orientação, meu gato ta morrendo aos poucos! obrigada

    e-mail daianebsilva_18@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  19. Meu gato foi diagnosticado com a doença há 1 mês e meio .. Mandei manipular na farmácia de manipulação drogavet .. o remédio vem com sabor em pasta... itraconazol .. 15 dias de tratamento e a melhora foi mt pouca.. o veterinário disse q resultado real apenas depois de 2 meses.. o pior foi que eu peguei mesmo nao tendo sido arranhado ou mordido por meu gato... fui até a fiocruz e marcaram minha consulta pro dia 4/6 ... vou tentar conseguir o remédio de graça pois a minha dermatologista me indicou um tratamento com itraconazol por 6 meses todos os dias a cada 12 horas.. o que daria por baixo 2700 em medicação apanas para mim .. fora a do gato ..

    ResponderExcluir
  20. Estou tratando meu gatinho com Itraconazol há 8 meses e as lesões aumentaram. A dose já foi aumentada umas quatro vezes, já está sendo medicado duas vezes ao dia. Estou muito preocupada. O que faço? Meu e-mail é morgribeiro@bol.com.br

    ResponderExcluir